Projetos

Eventos e Ações

Projetos

Esta proposta foi desenvolvida na Escola Municipal Capistrano de Abreu durante o ano 2000 aberta a crianças da comunidade do Horto como um desdobramento da Brinquedoteca Carretel de Folia. O projeto gerou o livro Memórias Brincantes ou Historias Saltimbancas e dois vídeos que registraram o trabalho que se estendeu além dos muros da escola e ganhou as ruas do Horto.
2006 até hoje. Parceria da Amahor com a estilista Fabíola Key, o Ateliê conta com o protagonismo e o trabalho de costura de mulheres do Horto e prevê a multiplicação das ações, na medida em que o grupo inicial poderá capacitar jovens da comunidade no ofício da costura e concepção de modelos, criando, assim, uma vertente pedagógica e a perspectiva de emancipação. 

O projeto Capoeira do Horto é uma parceria entre a Associação de Capoeira Grupo Igualdade e o Museu do Horto, a AMAHOR e o Clube Caxinguelê. As aulas tiveram início em fevereiro de 2011 para crianças e adolescentes da comunidade e tem trazido benefícios para os moradores. A capoeira proporciona bem estar físico e emocional, sendo uma arte marcial ancestral que combina técnicas de luta e dança, além de possuir forte energia espiritual do axé afrobrasileiro.
1996 até hoje. Parceria da Amahor com Escolas do Horto e CIESPI .

A Brinquedoteca Carretel de Folia (apoiada pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura de 1996 a 2001) teve como prática o fazer artesanal, entrelaçando Educação e Cultura Popular através da criação de brinquedos com alunos de escolas públicas de ensino fundamental. Na Escola Municipal Capistrano de Abreu, configurou-se como uma oficina de artes que recebia alunos e crianças da comunidade do Horto. Essa oficina ultrapassou os muros da escola expandindo-se para as ruas e espaços de brincar característicos desse canto do Rio. Dessa convivência com crianças, professores, familiares e vizinhos, formou-se a Brinquedoteca Volante do Horto e surgiram brinquedos, encenações, cartas, histórias, livro e vídeos.

Iniciativa da Ong Ler e Agir em parceria com a Amahor, a Oficina Nossa História realizou ações e projetos de reconstrução de memória na comunidade do Horto com o protagonismo dos moradores.
Funcionou de 2001 a 2005, rendendo produtos como um livro e um documentário.

2010. Esse projeto coincide com a parte presencial da visitação do Museu do Horto. Além de portal na internet, o Museu do Horto se compõe de um rico acervo a céu aberto.

2010. Trabalha a formação de jovens para serem guias do Museu do Horto, em seu percurso de visitação. Em desenvolvimento.


Eventos e Ações Circuito das Artes do Horto - 28 e 29 de agosto.

Clean Up the World, ação socio-ambiental do Horto - 17, 18 e 19 de setembro de 2010.